sábado, 16 de outubro de 2010

Todo o ensinamento de Lao-Tsé se assemelhava ao do rio: siga a corrente seja para onde ela for, não nade. Mas a mente sempre quer fazer alguma coisa, porque desse modo o crédito vai para o ego. Se você simplesmente seguir a maré, o crédito vai para a maré, não para você.
Estamos em nosso jardim do Éden a escolha é nossa, tudo esta dentro de nossa mente e não fora, tudo esta em nosso interior, estamos no paraíso, é só olhar em volta e construirmos nosso paraíso dentro de nós, usaremos nossa sabedoria para perceber esta questão tão simples. Um velho filósofo já dizia que estamos sentados sob o paraíso, simplesmente temos que abrir os olhos e descobrir, apenas refletindo. Fazemos tantas coisas para ganhar dinheiro ter prestígio, mas será que fazemos alguma coisa quando o assunto é amor, gratidão e perdão. Se deixarmos fluir em nossa síntese o amor a gratidão e o perdão, nos sentiremos como uma folha na brisa, ou uma nuvem que se move nos céu, ou seja seguiremos nossa vida com leveza, com a paz, se na direção em que vc esta indo para o norte e lá tem muita ventania, então mude a direção, vai para o sul onde bate uma brisa leve, ou seja não entrar em conflito de forma alguma, deixa a pessoa achar que tem razão e nós ficamos com nossa paz e harmonia, para o coração, o sul ou norte não tem diferença, ele apenas vai onde nós comandarmos, nosso coração vai apreciar a jornada da harmonia.
Lao-Tsé chegou à iluminação sentado sob uma árvore. Uma folha tinha acabado de cair; era outono e não havia pressa; a folha voava ao sabor do vento, devagar. Ele observou a folha. A folha foi caindo até chegar ao chão, e enquanto observava a folha caindo e pousando no chão, de algum modo ele também foi se aquietando. Desse momento em diante, ele se tornou um sábio o vento sopra naturalmente e a existência cuida dele. A existência da à luz, lhe dá a vida, lhe dá amor; lhe dá tudo o que é precioso, basta nos doarmos também.
Só aqueles que estão prontos para dar todo o crédito pela sua vida à existência do Criador, percebem a beleza e as bênçãos do perdão do amor e a gratidão. O amor não pode ser exigido, e sim doado, assim o universo nos doara amor de várias formas. Se ele vier, seja grato; se não vier, espere. Mesmo que esteja esperando que ele venha, não deve exigir que venha rápido, sinta sempre gratidão, quando doamos o amor recebemos, nossa plantação é opcional mas nossa colheita é obrigatória.
(Hana aprendiz)

20 comentários:

  1. O Amor não se compra...conquista-se...

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Ah, o amor!
    Precisamos ter o corpo e a mente bem cuidados para o recebe-lo, abrir os braços com a sinceridade e aconchega-lo para a nossa sobrevivência.
    Beijosssssss Hana queridaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  3. Lindo pensamento. Concordo, tudo aconrtece primeiro dentro da gente. Somos e colhenos o que plantamos. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, passei pra desejar um abençoado fim de semana e dar-te um abraço de paz.

    Senhor Deus
    agradeço pelos vales
    por caminhar comigo neles
    pela fé que me dás
    pelo amor, e pela graça
    Senhor Tu sabes...
    mas eu sei
    que em Ti posso todas as coisas
    porque és Deus fiel,
    força e vida vem de Ti

    ResponderExcluir
  5. Como sempre lindas mensagens aqui!Um beijo, tudo de bom e lindo fds,chica

    ResponderExcluir
  6. Linda!!!
    sem duvida a colheita é obrigatória, e vamos colher o que plantamos....
    abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oi Hana....

    QTA VERDADE!

    A COLHEITA É OBRIGATÓRIA....E COLHEMOS OQUE PLANTAMOS.

    Bjos e muita paz!

    Zil

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga, lindo texto. Tenha uma linda semana. Beijocas

    ResponderExcluir
  9. Olá, Hana!
    Somos todos aprendizes do Universo em que vivemos.
    Sábias palavras nos deste neste post!
    Um lindo domingo prá vc e uma semana cheia de muita paz!
    Bjs!!!
    As arteiras

    ResponderExcluir
  10. é lindo observar as forças da natureza e toda sua beleza, por tras disso deve sim existir algo bem mais forte!
    beijo!

    ResponderExcluir
  11. tudo tem o seu tempo e só temos de esperar olhando para a folha que se solta da árvore no outono da vida e no momento certo chega ao chão onde sera levada pelo vento para caminhos incertos.
    beijinhos coração de anjo

    ResponderExcluir
  12. Quanto mais nos aproximarmos do nosso self, mais estaremos nos aproximando do Criador..

    Como sempre, Anjo no Oriente, uma profunda reflexão com doçura. Só vc mesma.

    Beijo, de coração!!!

    Obs:- Hana, será que podes me dizer em que cidade você está aí no Japão? É que o meu filho estará indo prá aí trabalhar. Vai prá Saitama-ken, Iruma-shi.

    Outro beijo!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá, minha querida!!! Tanta saudade de ti!
    Ainda bem que alcançamos a consciência de que só o amor constrói.

    Beijos de passarinho!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá Hana! Passando para te desejar um ótimo domingo e dizer que adorei o texto. profundo e próprio para reflexão.

    beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  15. Passando e deixando um 'Oi'.
    =)


    PS: verdade... "O amor não pode ser exigido, e sim doado"

    ResponderExcluir
  16. Do amor me tornei refém... E não sei mais ser diferente nem ocupar outro lugar.

    Beijos Hana

    ResponderExcluir
  17. Sempre me emocionando Hana!
    Escreve com o coração, com a alma e por isso encanta tanto!
    Adoro adoro!

    ResponderExcluir
  18. Olá Hana,
    Somos todos aprendizes, colhendo o que semeamos!

    Bjs dos Alpes

    ResponderExcluir
  19. Olá Hana!! Muito bom compartilhar com você sobre o Espiritismo e todos os assuntos que se englobam nesta linda Doutrina!!

    Obrigada por suas lindas palavras!
    Conte conosco!!
    Grande abraço,
    Fernanda
    Janela Espírita

    ResponderExcluir